sábado, 18 de dezembro de 2010

Dez dias ausente

Estive fora da blosfera neste últimos 10 dias, por absoluta falta de assunto.
Algumas pessoas me cobraram, outras com certeza deram graças a Deus, mas a vida é assim, ninguem tem a unanimidade, alias dizem que a unanimidade é burra, o que eu concordo.
Por não ser um site de noticias, não me vejo copiando e colando aqui notícias de outros blogs e sites, a informação é dada pelos sites de notícia.
Aqui nos limitamos a tecer comentários sobre os fatos que entendemos relevantes e oportunos e neste período que chamo de limbo, entre a consagração eleitoral e a posse dos eleitos, a especulação corre solta e nada que se diz é confiável.

Manifestei aqui meu ponto de vista sobre as eleições, no Pará e em Tucuruí, recebi até algumas criticas, umas de pessoas que não gostaram e não concordam com meu ponto de vista, dentro e fora de meu partido e outras de pessoas que não gostam da minha pessoa e criticam até oração, o desdobramento disso vamos ver a partir de fevereiro próximo.
Diante disso, por prudência, resolvi submergir, estou respirando por canudinho e vendo através de um telescópio, entretanto já percebemos partes do cenário se formando e a partir deste quadro teceremos alguns comentários.

A história ou estoria sobre a saúde de Tucuruí é um prato de difícil deglutir, os culpados se avolumam, falar sobre o uso de recursos da saúde para financiar campanha política é um ato que se vulgarizou, nas unidades de saúde é comum ouvir dos servidores o seguinte comentário, diante da falta de alguma coisa: "está faltando tal ou qual insumo, porque usaram todo o dinheiro na campanha".
Mesmo que não seja exatamente a verdade, essa informação dita sem nenhum pudor pelos servidores nos corredores das unidades de saúde do município é preocupante, cabe ao gestor providências e acredito que virão, vamos aguardar.
Não somos julgados pelos fatos e sim pela fama e a fama se constrói com comentários como esses. 

2 comentários:

MIGUEL RODRIGUES disse...

Tenha um bom retorno, tenho certeza que assunto é o que não falta na sua mente.
Um forte abraço.

Osorio Pacheco disse...

Obrigado Miguel pela visita.
Divergências de opiniões são saudáveis para o fortalecimento dos grupos, como disse, a unanimidade é burra.
Há de se ter um mínimo de desprendimento e respeito para que as divergências não se transformem em desavenças.